Postagens

O Reino Distante e o Não Distante

Samuel Lira e Miriã Lira (Mana)

Em um reino distante, havia um menino sonhador chamado Samuel e como toda criança de 11 anos ele gostava de pedalar sua bicicleta cinza e tinha como preferência de percurso a descida da Avenida A no bairro onde morava. Tinha vários colegas que gostavam de praticar esse percurso com ele e juntos descobriram que também poderiam ir até o fim da Avenida e finalizar nas belas fazendas que tinham o pasto verdinho e cheio de vacas leiteiras, porém na época da seca o verde do pasto dava lugar ao nude e as vacas já não tinham peitos tão cheios de leite.
E Samuel observava toda essa transformação da natureza durante seus passeios com a sua bike incrementada de adesivos.
Certo dia, a família do garoto resolveu se mudar da Avenida A para o Reino Não Distante e residir na Avenida que tem nome de Santo, São João. Lá Samuca já não via fazendas e pastos, mas sim shopping, extensas avenidas com prédios e hipermercados.  Sua casa não tinha um quintal só seu agora o dividia com os outros moradores do condomínio, assim como a piscina era dele e das outras crianças. 
O menino passou a conhecer um tal de Playstation 2 que agora substituía os passeios com a bicicleta e com os amigos do Reino Distante, agora ele tinha um personagem virtual todo musculoso e boy.
Os meses se passaram e Samuel se acostumou com a nova casa, entretanto as mudanças não haviam acabado porque agora sua Mana iria se mudar de casa e levaria junto com ela a saudade dos momentos ao lado do mano que tanto amava.
Lágrimas e lágrimas sucederam a partida dela.
"Saudade é um dos sentimentos mais preciosos que podemos sentir e chorar é natural na vida da gente quando amamos alguém que está longe, pois chorar é a prova verdadeira de que amamos alguém Samuel e você é muito especial porque é capaz de amar." - disse Mana ao telefone para o menino puro de coração.
Este mesmo menino com características de guerreiro se adaptou a um Reino diferente do qual foi criado e desta vez se mostrou capaz de tolerar a saudade por um curto espaço de tempo.



PS.: Texto dedicado ao meu irmão Samuel. Te amo meu Muzin!

Mih

2 comentários:

  1. Que lindo, amiga.
    Lendo suas palavras, cheguei a conseguir ouvir a sua voz.
    Parabéns pela retórica!

    ResponderExcluir
  2. Que AMOR! Vocês são lindos! Don

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita. Deixe seu comentário, crítica ou sugestão logo abaixo.