Postagens

Confissão

Sabe aquela água salgada que sai dos olhos?
Então, neste instante consigo senti-la correndo por minhas bochechas douradas.
Saudades daquele que muito amo e está distante.
Saudades da amiga que partiu.
Saudades do tempo perdido.
Saudades das atitudes que não ousei.
Saudades do filme que assisti feliz.
Saudades do sorvete.
Saudades do meu céu, sua lua e suas estrelas.
Saudades do abraço.
Saudades daquele sorriso receptivo e confortante.
Saudades de ontém, de hoje.
Saudades de mim, do meu filme: o filme da minha vida.

3 comentários:

  1. Como te admiro maninha, muito, muito mesmo! Lendo o Post comecei a sentir saudades de um BUCADO de coisas, pessoas e momentos, a saudade as vezes é cruél e dolorosa, ao mesmo tempo que lembramos com alegria de algo, choramos por saber que nada daquilo se tornará real novamente... Bjos, amo mto!

    ResponderExcluir
  2. Ah , nem me fale de saudade saudade dói. Não mata mas tortura.

    Enfim, saudade é ruim, mesmo sendo boa. To sentindo muita saudade de muitas coisas também. E isso me tira o sono. Me tira a paz dos pensamentos.

    Gostei muito do que você escreve. Parabéns = D

    Ps. Clarisse Lispector arrasa!

    ResponderExcluir
  3. Ao ler meus olhos encheram de lágrimas e meu coração apertou-se...senti saudade das pessoas amadas e de algumas partes do meu passado...o filme da minha vida passou no momento que li...parabéns linda por escrever tão bem... e por permitir que as pessoas possam parar para refletir um pouk dos momentos que viveu e pensar nas pessoas amadas. TE AMO Mih!
    bjim...

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita. Deixe seu comentário, crítica ou sugestão logo abaixo.