Postagens

Corrida pela madrugada

Ordenara que ele parasse o carro em plena madrugada na rua deserta, ela gritava e chorava de desespero, precisava sair dali e ver se tudo passava. O carro parou, ela abriu a porta e saiu pela rua correndo e ele a seguia correndo a passos longos pedindo que parasse e quanto mais ele pediu mais ela corria e chorava, gritava, estava em choque, fora de si como jamais estivera.
Ambos corriam e como um laço ele a alcançou e a segurou firme para que não escapasse enquanto se debatia contra ele.
Então, como um aconchego ele a abraçou como nunca o tinha feito e ela deslumbrada naquele abraço desabou a chorar. Jamais havia sentido um abraço tão forte como aquele e isso a fez voltar a si e chorar, talvez de desespero, vergonha ou arrependimento.
Só sabe se que após aquela noite ela jamais pôde ter o conforto de um abraço como aquele.
Ela se pergunta "se havia somente força física naquele abraço ou se também havia uma força emocional ?". E o que a corrói é o simples fato de não conseguir deduzir a resposta.
Me disse que está bem, mesmo com os acasos que acontecem em sua vida ela está bem, se sente um pouco realizada, às vezes tem medo, porém nada que ela não supere. Pois, uma garota de presença forte, opinião e decisões formadas como ela, aprende com o que lhe acontece. E a cada dia fica mais madura para a vida, afinal viver é isso, enfrentar tudo de cabeça erguida e aprender com os acontecimentos.

by: Miriã Lira

PS: Aberto a comentários, críticas e sugestões para o blog/textos.

Um comentário:

  1. Seguro que esa niña que relatas se trata de Mirià, yo la conozco y te cuento algo sobre ella? es tan buena persona y tan humana que a veces parece de otro mundo.

    Nos hacen falta personas como ella.

    Un abrazo para ti y si la ves dile que es un tremendo gusto conocerla.

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita. Deixe seu comentário, crítica ou sugestão logo abaixo.