Postagens

?


Sou como o vento, inconstante.
Entretanto tenho sempre uma direção.
Direção esta que pode me levar a lugares seguros, assim como a lugares perigosos.
A inconstância...
Me leva a lugares que eu talvez jamais gostaria de estar, porém saiba que é necessário para que eu cresça e me torne uma mocinha preparada para as diversidades.
Sempre me disseram para me comportar bem e ser obediente que eu ganharia um presente depois. E realmente eu sempre ganho no final.
A pior parte é aguardar o tal presente, na anciedade de conhecê-lo.
À noite, às vezes, acordo sufocada...
O ar abandona meus pulmões, a vida saindo, tudo escuro e eu sem poder fazer nada. Vejo tudo como em um filme preto e branco e de repente vejo que foi apenas mais um dos pesadelos que me atormentam.
Vejo que a vida faz sentido. E é preciso tentar compreendê-la, mas não compreender 100% porque o dia que isso ocorrer certamente já vivi tudo que tinha que viver e a vida então passará a não fazer sentido.
Logo de manhã, me encontro em meio a uma multidão e o estranho é que me sinto completamente só. À noite, estou sentada na platéia a acompanhar a comédia, de repente me deparo rindo de algo que deveria me fazer chorar, mas não o faço porque minha alma grita de desespero e o riso é o reflexo disto.
E logo tudo se inicia novamente... cotidiano.
Porém, minha vida corre como o rio: em busca de novos territórios.

Um comentário:

  1. hola aunque no se mucho portugues lo entiendo un poco y me gusta lo que escribes tambien muy bueno cuidate

    ResponderExcluir

Agradeço sua visita. Deixe seu comentário, crítica ou sugestão logo abaixo.